Estereótipos

Hoje de manhã, minha professora de matemática deu um texto pra gente e insistiu que era uma coisa bacana e que todo mundo devia ler... Eu posso não ter dado atenção onze horas atrás, mas pensando bem, é algo que merece ser repassado. Era sobre como as pessoas se preocupam com conceitos criados pela sociedade. Acho que deu pra entender. A vida das pessoas gira em torno do que dizem que é legal. A nossa sociedade é um verdadeiro caos, e esse nem é o meu ponto. Enfim, vivemos num mundo onde as coisas esquisitas estão se tornando comuns, e as coisas normais são agora bizarras. Olha, desde quando é normal usar droga? Fumar com doze anos, ficar grávida com dez, sair pra balada sem nem ter saído das fraldas, ficar com trocentas pessoas, tomar porre e ficar se vangloriando depois? Fala sério. Isso todo mundo consegue fazer, tá faltando é gente com juízo... Quem disse, quem determinou o que é bonito e o que é feio? A sociedade, a mídia, só força as pessoas pra elas se acharem feias, gordas, esquisitas, e terem baixa alto-estima. Você abre revistas de beleza e entra em depressão. Ninguém merece. Aí vem aquela galerinha ' Oh, ninguém me quer, eu vou morrer sozinha '. Quer saber? Tomara que isso aconteça. E não é porque eu sou uma pessoa ruim e quero o mal dos outros. Só estou indignada com o tanto que as pessoas se preocupam com o que os outros acham. E eu posso não ser nenhuma Madre Teresa, pode parecer hipocrisia, mas olha, sinceramente? Tá na hora das pessoas se valorizarem e acordarem pra vida. Tô cansada de gente fresca, gente que só sabe reclamar e fazer coisas por puro modismo. Procura-se pessoas com personalidade. Favor entrar em contato.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Entretidos.