people always leave..

... but sometimes, they come back.

Tava aqui conversando com a minha amiga, e acho que fiquei meio saudosa demais... Em toda a minha vida, a coisa que mais fiz foi abandonar as pessoas, uma a uma, e eu não tinha escolha. Sério, quem disse que manter contato sempre é possível, vou contar um segredinho, não é. Eu sei bem o que eu estou falando... No começo, já é um pouco complicado... você vai adquirindo novos compromissos, novos horários, e vai ficando cada vez mais difícil. As coisas vão acontecendo, a sua vida muda, e mais importante, ela segue em frente, enquanto a da pessoa também. Durante toda a minha vida, dei muitos tchaus, mas nunca um adeus. Embora tenha uma grande certeza que não vou ver a maior parte daquelas pessoas pra sempre. De vez em quando acontece de se encontrar alguém do passado, você até se assusta, mas é aquilo... Você vê, vocês se cumprimentam, conversam, e depois cada um volta pra sua vida normal. Passa um tempo, ninguém está nem se lembrando. Ok, talvez se for uma pessoa muito importante, mas normalmente, nos outros casos... Agora, até mesmo quando você não se muda de cidade ou país por exemplo, existem os outros tipos de mudança... Todo mundo uma hora vai embora, e você é obrigado a se acostumar a viver sem ela, independente do tempo que isso for levar. Tem gente que fica no quarto ao lado, outros a alguns bairros de distância, alguns milhares de quilômetros, ou talvez, longe pra sempre, num lugar inatingível para todos vocês que como eu - embora eu simplesmente deteste admitir -, são simples mortais...
Com toda as mudanças e perdas que eu tive no decorrer da vida, eu aprendi sozinha que é importante as pessoas saberem o quanto elas significam pra você. Pode ser a última vez que você vai ter a oportunidade... O tempo está correndo. Se liga.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Entretidos.