Calmaria

Alívio. Satisfação. Os pés voltam a encontrar o caminho que já devia ter sido percorrido. Os braços que envolveram meu corpo o tempo todo finalmente podem me soltar. Meus pés se equilibram, a mente desanuvia, e até um sorriso começa a brotar. A brisa suave toca minha pele, e eu me sinto feliz, assim como um bebê que cai ao completar os primeiros passos, e ouve sua mãe dizer ' Já passou... ' e instantaneamente se sente melhor. As risadas ecoam e lavam a alma, agora límpida. Não há sinal de lágrimas ou tristeza, só transparência. Tudo e qualquer coisa faz mais sentido que anteriormente, o quebra-cabeça encaixa sem esforços. É mais fácil de enxergar a verdade, as palavras soam mais claras aos ouvidos, e de repente tudo fica bem, tudo está bem. Porque depois da maré alta, sempre há uma calmaria, chamando as ondas fracas novamente...

P.S.: Feliz dia dos pais, pai. Você é meu herói.

5 comentários:

  1. no fim, há mesmo males que vem pro bem, né?

    ResponderExcluir
  2. Ou não. Acho que simplesmente não sei lidar com isso, Nati. Sinto muito. :/

    ResponderExcluir
  3. Não sei quem foi que disse, mas alguém já disse que a noite sempre fica mais escura antes de amanhecer.
    Faz sentido falar isso? Sei lá. Mas que bom que passou... Beijos. xD

    PS: minhas férias acabaram. Agora só tenho as manhãs pra entrar na internet direito. :/

    ResponderExcluir
  4. Faz sim. Que tocante. ;x
    Beijos.

    PS.: Vou responder no seu blog, rs.

    ResponderExcluir
  5. Hey
    I really like yours site. keep it as is.

    ResponderExcluir

Entretidos.