Efusivos

Voz grossa, concentração em agradar a vontade do maior número de pessoas ao mesmo tempo, cento e cinquenta camisas do time no armário, bermudão florido e cabeça vazia, inexplicável vontade de falar mais alto que os outros e por um tempo maior, audição automaticamente programada para detectar a primeira brecha de silêncio pra voltar a reclamar ou se gabar de alguma coisa, competição pra ver quem pega mais mulher em um menor período de tempo, bebedeira só pra postar em alguma rede social falando em como a noite ontem foi "insana", falta de noção e limites, vômito e maconha, desprezo pelas regras e pelo bom senso, lê dois livros por ano - obrigado pela escola, faculdade, vestibular -, escuta Nirvana e Red Hot pra entrosar, mas curte de verdade um samba de raiz, um pagodinho e um sertanejo apaixonado, cola nas provas de inglês e espanhol, mal sabe falar português, mas acha que isso não importa por causa do intercâmbio que ainda não consertou seus graves problemas de gramática, não queria fazer nenhum curso na faculdade, mas papai disse que não ia deixar um vexame desses acontecer na própria casa, tem um carro que só conseguiria comprar sozinho daqui uns 15 anos, mas já bateu ele quatro vezes. O plano de vida é seguir a carreira do pai e depois ficar com a herança, responde mal-educadamente ao vizinho, bate a porta de casa na hora de sair, fala com a empregada como se ela fosse um saco de lixo, larga a cueca no chão do banheiro,  implica com a opinião dos outros sem nem saber sobre o que está falando, entra no meio das conversas apenas pra intrometer, xinga os outros a troco de nada e acha super legal saber que o parceiro entrou numa briga ontem por causa de alguma "vagabunda". Escreve tudo abreviado e acha retardado quem faz questão de por acento e vírgula, tem um milhão novecentos e trinta e quatro melhores amigos/irmãos, mas não sabe o aniversário nem o nome da mãe de nenhum deles, passa mais tempo no clube e batendo racha do que pensando em qualquer coisa, sente profundo irritamento quando o silêncio dura mais que um minuto e o preenche com alguma frase ridícula que demorou uma semana pra pensar, namora uma menina que nem gosta muito, mas prefere ter alguém pra passar o cartão sempre que quiser. Um não está nem aí pro outro e ela dá pra todo mundo, mas a fama dele também não perdoa. Detesta a mãe e não vê a hora de nunca mais ver a cara dela, adora loira de silicone e mentalidade de criança, a cabeça com falta de conteúdo semelhante da própria. Boné na hora do almoço, arrota em reunião de família e acha engraçado, é grosso com o sobrinho e com o namorado da prima, tatuou uma caveira bem punk com umas chamas no braço e pensa em fechar a panturrilha. Seu gênero de filme favorito é ação e filmes de super-herói, mas não dispensa uma comédia com besteirol estilo American Pie e acha Jackass genial. Tem um brinquinho na orelha esquerda e morre de tanto malhar, as vezes toma alguns suplementos, "mas nada demais". Tá no curso errado, no bairro errado, na cidade errada e SEMPRE no local mais inapropriado possível. Não consegue tirar o nariz de qualquer discussão que apitar no seu radar de 150m, acha engraçadão a maioria dos quadros da MTV e adora criticar e elogiar os famosinhos da internet, dependendo do humor. Queria tocar guitarra, trocou pro baixo e acabou largando isso pra lá, fala que não tem medo de nada, mas se borra só de pensar na possibilidade de ter que trabalhar e fazer alguma algo séria na vida, morre de preguiça de fazer qualquer coisa, prova ser imprestável com a maior facilidade do mundo.

Só um conselho: morre que melhora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Entretidos.